MG18 ÁRIES II

MG18 Áries II

INDICAÇÃO

O cultivar MG18 Áries II por sua excelente digestibilidade (62 a 66% “in vitro”) é recomendado para animais altamente seletivos e exigentes como: equinos, ovinos, caprinos e bezerros de carne e leite. Por sua qualidade nutricional (9 a 15% de P.B.) pode ser recomendado para bovinos de leite e de carne.

                   Pode ser utilizado em pastejo direto pelos animais e também em cortes para silagem ou fenação. Pode produzir de 20t a 30t/ha/ano de matéria seca.

                   A  altura mínima de corte deste pasto é de 30 cm. Em pastejo recomenda-se colocar os animais com as plantas em torno de 60 cm de altura e retirá-los quando atingir 30cm do solo.

                   Em 2017 e 2018 na fazenda MG em Mirante do Paranapanema-SP, foi realizado um teste de ganho de peso com novilhos em pastagem de MG18 Áries II obtendo-se os seguintes resultados:



                  

Período chuvoso

Período seco

ganho/animal/dia

920g

286g

ganho de peso (kg/ha)

312

102

taxa de lotação (novilhos/ha)

6

3

Conheça o novo cultivar Matsuda MG18 Áries II
run
SEMENTES

Conheça o novo cultivar Matsuda MG18 Áries II

Conheça a segunda geração do cultivar Áries, o MG18 Áries II
run
SEMENTES

Conheça a segunda geração do cultivar Áries, o MG18 Áries II

Conheça o campo de produção MG18 Aries II
run
SEMENTES

Conheça o campo de produção MG18 Aries II

1º Webinário MATSUDA - "Qualidade da sementes forrageiras"
run
SEMENTES

1º Webinário MATSUDA - "Qualidade da sementes forrageiras"

Nome científico: Panicum maximum Jacq.

Cultivar: MG18 Áries II

Registro no RNC/MAPA nº: 40466 em 30/01/2019

Cultivar Protegido no SNPC/MAPA no20190248 em 14/05/2019

Fertilidade do solo: Alta exigência

Forma de crescimento: Touceira prostrada de porte baixo

Altura: De 0,6m a 1,0m

Utilização: Pastejo direto, fenação e silagem

Digestibilidade: Alta (62 a 66% “in vitro”)

Palatabilidade: Excelente

Precipitação pluviométrica: Acima de 800 mm anuais

Tolerância à seca: Muito boa

Tolerância ao frio: Excelente (na época de geadas manter as plantas com mínimo de 60cm de altura)

Teor de proteína: 9 a 15% na MS (Matéria Seca)

Profundidade de plantio: 0,5 a 1,0cm incorporar as sementes no solo

Ciclo vegetativo: Perene

Produção de forragens: 20 a 30 t/ha/ano de matéria seca

Solos úmidos: tolera solos mal drenados por até 30 dias

Consorciação: Todas as leguminosas

UTILIZAÇÃO E MANEJO:



O cultivar MG18 Áries II por sua excelente digestibilidade (62 a 66% “in vitro”) é recomendado para animais altamente seletivos e exigentes como: equinos, ovinos, caprinos e bezerros de carne e leite. Por sua qualidade nutricional (9 a 15% de P.B.) pode ser recomendado para bovinos de leite e de carne.

Pode ser utilizado em pastejo direto pelos animais e também em cortes para silagem ou fenação. Pode produzir de 20t a 30t/ha/ano de matéria seca.

A  altura mínima de corte deste pasto é de 30 cm. Em pastejo recomenda-se colocar os animais com as plantas em torno de 60 cm de altura e retirá-los quando atingir 30cm do solo.

Em 2017 e 2018 na fazenda MG em Mirante do Paranapanema-SP, foi realizado um teste de ganho de peso com novilhos em pastagem de MG18 Áries II obtendo-se os seguintes resultados:



                  

Período chuvoso

Período seco

ganho/animal/dia

920g

286g

ganho de peso (kg/ha)

312

102

taxa de lotação (novilhos/ha)

6

3

ORIGEM: 



      O cultivar híbrido MG18 Áries II foi obtido de cruzamento artificial, realizado no ano de 2012, em casa-de-vegetação pela Matsuda, cruzando um acesso sexual denominado SPM-92 (fêmea) com Áries (polinizador). Os acessos utilizados nos cruzamentos são do Banco Ativo de Germoplasma da Matsuda. Nos anos seguintes houve novos cruzamentos, retrocruzamentos e seleção de genótipos superiores. Selecionou-se progênies segregantes para apomoxia e sexualidade. As progênies sexuais foram eliminadas e a seleção massal ocorreu nas progênies apomíticas.

        Os testes de DHE (Distinguibilidade, Homogeneidade e Estabilidade) e os ensaios de VCU (Valor, Cultivo e Uso) de corte e de pastejo, ocorreram em Álvares Machado-SP e em Mirante do Paranapanema-SP. Ensaios de adaptação ao clima frio foram realizados na região de Quaraí-RS.  





CARACTERÍSTICAS MORFOLÓGICAS:



É uma gramínea cespitosa de crescimento mais prostrado (comparada ao Áries) de ciclo perene, com altura entre 0,6 a 1,0m (planta de porte baixo), grande quantidade de perfilhos basais e axilares, colmo fino, comprimento do internódio curto, colmo com pouca cerosidade, folha com pilosidade média na bainha, comprimento da lâmina curto e estreito, de crescimento arqueado e de coloração verde clara.

O período de florescimento é indefinido e seu ciclo é precoce, fazendo com que a planta floresça diversas vezes ao ano. Este florescimento indeterminado permite a planta manter suas qualidades nutricionais mesmo no florescimento.