ANDROPOGON

Andropogon

INDICAÇÃO

Tem boa aceitabilidade por bovinos e equinos, é resistente às cigarrinha-das-pastagens. O manejo do andropogon deve evitar que as plantas amadureçam e percam suas qualidades nutricionais, por estarem lignificadas e fibrosas, afetando inclusive a ingestão pelos animais.

No plantio recomenda-se que as sementes sejam obrigatoriamente incorporadas a + 1 cm de profundidade. Tolera solos rasos e cascalhados, de baixa fertilidade e ácidos.

CLASSIFICAÇÃO BOTÂNICA

Família
Poaceae
Gênero
Andropogon
Espécie
gayanus
Cultivar
PLANALTINA
Nome Comum
Andropogon

Origem: África Ocidental

Nome comum: Andropogon

Nome científico: Andropogon gayanus

Cultivar: Planaltina

Registro no SNPC/MAPA: nº 01711 em 22.04.99

Recomendações de solo: Para solos de baixa a média fertilidade, solos rasos, ácidos e cascalhado 

Forma de crescimento: Cespitosa semi-ereta

Altura: Até 1,3m a 1,8m

Utilização: Para pastejo direto

Digestibilidade: Boa 

Palatabilidade: Boa

Precipitação pluviométrica: Acima de 700 mm anuais

Tolerância à seca: Alta

Tolerância ao frio: Média

Teor de proteína na M.S.: 6 a 9% 

Profundidade de plantio: 0,5 a 1,0cm

Ciclo vegetativo: Perene

Produção de forragens: 8 a 14 t/ha/ano de matéria seca (M.S.)

Solos úmidos: Baixa tolerância

Cigarrinha-das-pastagem: Possui resistência física (pêlos)

Consorciação: Todas as leguminosas

 UTILIZAÇÃO E MANEJO


Tem boa aceitabilidade por bovinos e equinos, é resistente às cigarrinha-das-pastagens. O manejo do andropogon deve evitar que as plantas amadureçam e percam suas qualidades nutricionais, por estarem lignificadas e fibrosas, afetando inclusive a ingestão pelos animais.

No plantio recomenda-se que as sementes sejam obrigatoriamente incorporadas a + 1 cm de profundidade. Tolera solos rasos e cascalhados, de baixa fertilidade e ácidos.

QUANTIDADE DE SEMENTES NO PLANTIO


Para o cálculo da quantidade de semente desta cultivar no plantio recomendamos o uso do quadro de Fatores para o Andropogon gayanus  e a fórmula abaixo:


FATOR  = kg/ha de sementes

   VC



As condições de plantio dependem do preparo de solo, das condições climáticas da região (chuva, temperatura do solo e luminosidade), se o solo foi corrigido (calagem) e adubado, se há problemas com insetos (formigas, cupins, grilos, gafanhotos, lagartas, cigarrinhas, etc), se há infestação de ervas daninhas, etc.


Estas informações deverão ser obtidas com o proprietário ou com o administrador, pois são eles que conhecem melhor a região e a área de plantio, para podermos recomendar a quantidade necessária de sementes, assim como a forma em que será plantada.


Por exemplo: condições ruins de plantio, jogando as sementes com a mão, prática muito utilizada em andropogon, e sementes de VC de 15%.


FATOR =  240  = 16,0 kg/ha de sementes

  VC          15

ORIGEM


Originário do Zimbabwe (antiga Rodésia) é encontrado como vegetação espontânea na Costa do Ouro e Nigéria. Esta variedade foi introduzida em toda América do Sul. Foi lançada comercialmente em 1980 pela Embrapa CNPC.


Este cultivar foi liberado comercialmente em vários países no mundo conforme o quadro abaixo:


CARACTERÍSTICAS MORFOLÓGICAS


Planta perene, cespitosa, com nós e pedicelos ciliados em ambas as faces; pedicelos com espiguetas pilosas e vilosas; calo com franja densa de pêlos, frontais e laterais; arista com 2 a 3 cm de comprimento.

Apresenta características morfológicas e anatômicas quase que inteiramente panicóides, entretanto o embrião possui características festucóides, com um epiblasto e ausência de uma fenda escutelar


CARACTERÍSTICAS AGRONÔMICAS


É uma espécie forrageira que tolera solos ácidos, locais com precipitações acima de 700 mm, rebrota mesmo após a queimada